TeamBlue - MachineCast

TeamBlue – Nostagia em forma de podcast

No Papo Editado #011, nosso papo foi com o boa praça(apesar de separatista), gaúcho TeamBlue.

Editor e host de um dos podcasts mais simpáticos que conheço. Sempre bem humorados mesmo quando o tema puxa para a nostalgia pesada e ou emotiva.

Solicito e disponível, TeamBlue foi inclusive por um período editor do FlashNews do portal Cultura Nerd e Geek.

Diferente de muitos podcasters, TeamBlue não iniciou no mundo podcastal com Jovem Nerd e mais curioso ainda, não começou  com nenhum podcast de cultura pop.

O MachineCast tem a característica de agradar tanto aos contemporâneos do TeamBlue, tal qual a maioria da equipe do grupo, como a quem é novo, mas gosta de conhecer as boas coisas que já se foram.

De acordo com o próprio site do MachineCast:

Marcos Daniel – também conhecido como TeamBlue, BigBoss do MachineCast, gaúcho sulista separatista – é um ouvinte de podcast assíduo e participativo na podosfera. Apaixonado pela mídia e por games,  deu início à uma série de eventos interligados intimamente dentro de seu cérebro que o conduziram ao caminho de criar um podcast. Porém, encontrar as pessoas certas para o trabalho não seria tarefa das mais fáceis…

Links:

MachineCast #70 – Akira
MachineCast #Beta – Brincadeiras de Crianças
MachineCast #26 – Messengers e Bate-Papos
Podcast Pergunte a Uma Mulher
Anime de Cozinheiros – Shokugeki No Souma
Febrini O Pai dos Dragões

Musicas utilizadas:(music by jamendo.com)

BETP5 – Please Wait Awhile  Before You Break My Heart
BETP5 – The imagined last day of Crawford Gordon
Crete Boom – Tig Fitz
ForgeCM – Folk Rock Guitar
Husk – The Standoff
The Old Dada Weatherman  – Old Cowboy

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

Back To The Wood de Audionautix está licenciada sob uma licença Creative Commons Attribution (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/)

Em casos de duvidas, fale conosco. Use os comentários e compartilhe conosco. ou envie-nos um e-mail, ou ainda, entre em contato pelo Telegram.

Agradecimentos:

Senhora R – Minha esposa

José Neto
TeamBlue

Emerson Almeida – Megafono


Ajude-nos a manter o site no ar e livre de propagandas, contribua com qualquer valor:

 

Crie seu podcast em minutos

Tudo mundo tem algo para compartilhar, a missão do Megafono é ajudar seu conteúdo chegar até seu público-alvo. E o Senhor A apoia este projeto.

  • Alow, Sr A! Parabéns pelo episódio. Já te falei em particular mas quero que fique aqui em público para que todos leiam: Adoro o tom que você dá pra esse programa, é um programa de entrevista, nos aproxima dos editores dos nossos programas favoritos, e dá voz às concepções e idéias sobre edição do convidado, e ainda consegue ser um programa todo seu, e com a sua visão sobre o trabalho de edição também ficando clara. É um exemplo fantástico de programas que, mesmo que vc chegue lá pelo convidado, você fica pelo host. (no caso eu cheguei já pelo host, mas acho que deu pra entender)

    Sobre a páscoa: queria compartilhar com vc e com o Team Blue a minha experiência na infância, e quem sabe dar uma idéia pra divertir e criar uma tradição com as crianças criadas sem quintal.
    Quando criança eu morava em apartamento, e mamãe comprava um saquinho de ovinhos de chocolate pequeninos, e escondia pela casa. Era uma delícia acordar no dia de páscoa e encontrar um ovinho na mesa de cabeceira quando ia ligar o abajour, outro atrás da pasta de dentes, dentro do armário do banheiro, um debaixo da xícara na mesa posta de café da manhã e, à medida que cresci e passei a ajudar a por a mesa, escondido entre as canecas e xícaras no armário. Era um dia inteiro de surpresas.
    Além disso nossa páscoa começava bem cedo. Vovó ficava o ano todo (hj em dia ela faz isso só 1 mes ou 2 antes da páscoa) quebrando todos os ovos que usasse com o maior cuidado, na pontinha, lavava a casca, deixava secar e guardava. perto da páscoa, juntava todos os netos para pintar as cascas de ovos (como a mãe do Team Blue fazia, mas com os ovos vazios) e depois ela enchia com amendoim pralinê e mais tarde confetti. É muito legal, criou pra nós uma tradição deliciosa e ainda nos envolvia no processo, transformando a páscoa de uma família não religiosa em um momento de juntar a família, sem o peso do consumismo.

    =) Excelente como o Team Blue deixou esse programa super nostálgico T_T

    Parabéns para os dois.